English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

segunda-feira, 4 de julho de 2016

UFCG divulga primeira chamada da lista de espera do Sisu 2016.2

UFCG divulga primeira chamada da lista de espera do Sisu 2016.2

Cadastramento dos 1.418 aprovados deve ser feito na quinta (7) e sexta (8).
Matrícula nas disciplinas deve acontecer no dia 26 de outubro.


Campus da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) (Foto: Divulgação)
Campus da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) (Foto: Divulgação)

Foi divulgado nesta segunda-feira (4) a primeira chamada da lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o segundo semestre de 2016 na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). De acordo com a instituição, os 1.418 candidatos aprovados devem fazer o cadastramento na quinta (7) e sexta-feira (8), na coordenação do curso em que foi aprovado. O horário de atendimento é das 8h às 11h30 e das 14h às 17h. 
Veja aqui a relação dos candidatos selecionados.
Segundo o edital do processo seletivo, o cadastramento é obrigatório e se o aluno classificado não comparecer ou não apresentar a documentação necessária, pode perder o direito à vaga. As matrículas nas disciplinas serão realizadas no dia 26 de outubro e as aulas estão previstas para começar no dia 31 de outubro.

Para a ampla concorrência, são exigidos os seguintes documentos: certificado de conclusão do ensino médio ou curso equivalente, ou diploma de graduação em curso superior, devidamente assinado pelo candidato e pela escola; identidade; título de eleitor para os maiores de 18 anos, com comprovante de presença na última eleição; CPF; certidão de nascimento ou de casamento; comprovante de residência e prova de quitação com o Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino maiores de 18 anos.
Os candidatos que foram aprovados na reserva de vagas, além dos documentos listados acima, devem apresentar documentação comprovando ter cursado todo o ensino médio em escola pública, em cursos regulares ou no âmbito da modalidade de Educação de Jovens e Adultos. O aluno classificado pela reserva de vagas também poderá apresentar certificado de conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Após o cadastramento, caso ainda haja vagas remanescentes, devido ao não comparecimento de candidatos classificados, poderão ocorrer mais sete chamadas. A segunda chamada está prevista para o dia 11 de julho, com cadastramento nos dias 14 e 15 de julho.

Fonte: G1.com

Enem tem alta de 46% no uso de nome social por transexuais

Enem tem alta de 46% no uso de  nome social por transexuais

Inep diz que reprovou 434 pedidos por falta de documentação. Exame será em 5 e 6 de novembro.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) afirma que aumentou em 46% o número de travestis e transexuais que utilizarão o nome social no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. Ao todo, 408 pessoas tiveram a solicitação atendida, segundo o Inep. Na edição anterior, foram 278. Ao todo, o órgão recebeu 842 solicitações. Destas, 434 foram reprovadas porque os interessados não encaminharam a documentação, conforme exigia o edital do exame.
Para usar o nome social, o participante precisava fazer a inscrição no mesmo período que os demais candidatos. Depois, entre 1º de junho e 8 de junho, o pedido deveria ser formalizado pela internet, com o preenchimento de formulário e envio de foto recente e cópia de documento de identificação.
A possibilidade de uso do nome social ocorreu pela primeira vez em 2014, quando foram feitos 102 pedidos.

Tabela das inscrições pelo nome social, dividida por Estados (Foto: Ministério da Educação)
Tabela das inscrições pelo nome social, dividida por Estados (Foto: Ministério da Educação)

São Paulo lidera as inscrições por Estados, somando 180 inscrições, seguido de Minas Gerais, com 37 inscrições e Rio de Janeiro, com 35. Apenas o Acre não teve nenhuma inscrição tanto em 2015 quanto em 2016.
O Enem 2016 teve 8,647 milhões de inscrições confirmadas. Em 2015, o número de inscrições chegou a 7,7 milhões.

Cartão de confirmação
O cartão de confirmação estará disponível para todos os 8,6 milhões de inscritos exclusivamente na Página do Participante, em data a ser divulgada. No documento, constará o endereço do local de provas, datas e horários; o número da inscrição; a indicação do atendimento especializado ou específico; opção de língua estrangeira e solicitação de certificação, quando for o caso.
A impressão, para apresentação nos dias de provas não é obrigatória, mas recomendável, para que o candidato tenha as informações em mãos.

Fonte: G1.com

UFSCar abre inscrições para curso de farmacologia clínica em São Carlos

UFSCar abre inscrições para curso de farmacologia clínica em São Carlos

Especialização terá duração de 1 ano, com investimento mensal de R$ 396.
Encontros serão realizados quinzenalmente, sempre às sextas e sábados.


UFSCar em São Carlos (Foto: Reprodução/EPTV)
UFSCar oferece curso de farmacologia clínica em São Carlos (Foto: Reprodução/EPTV)
O Departamento de Ciências Fisiológicas (DCF) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), campus de São Carlos (SP), está com inscrições abertas para o curso de especialização em farmacologia clínica e abordagens não farmacológicas na prática clínica. As aulas vão começar no dia 29 de julho e há 50 vagas disponíveis.
O objetivo do curso é capacitar profissionais da área da saúde para o correto manejo, administração e escolha de fármacos na prática clínica, bem como apresentar algumas abordagens não farmacológicas como alternativas de tratamento que possam contribuir ou até substituir o tratamento farmacológico, como exercício físico, nutrição, agentes físicos e outros. Também serão apresentados os cuidados necessários para a utilização dessas intervenções.
Os encontros serão quinzenais, sempre às sextas-feiras, das 18h30 às 23h, e aos sábados, das 7h às 18h30, com previsão de término em 24 de junho de 2017, e o investimento mensal é de R$ 396.

Inscrições
Os interessados podem se inscrever pelo site da Clínica de Farmacologia da UFSCar, no qual constam o conteúdo programático e mais informações sobre o curso. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo email farmaco.cl.ufscar@gmail.com ou pelo telefone (16) 3306-6748.

Fonte: G1.com

Governo Temer anuncia desbloqueio de R$ 742 milhões para educação

Governo Temer anuncia desbloqueio de R$ 742 milhões para educação

Verba liberada já estava prevista no Orçamento da União de 2016.
Peemedebista também anunciou reajuste médio de 12,5% no Bolsa Família.


O presidente em exercício, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciaram nesta quarta-feira (29) o desbloqueio de R$ 742 milhões do Orçamento da União para a educação básica. O dinheiro já estava previsto na peça orçamentária deste ano, mas havia sido contingenciado.

O anúncio da liberação da verba ocorreu em uma cerimônia no Palácio do Planalto na qual participaram, além de ministros, parlamentares que integram a base aliada do peemedebista no Congresso Nacional.
"Vejam que o Mendonça e o Osmar [Terra, ministro do Desenvolvimento Social] disseram que foram determinações nossas, para revelar que educação é fundamental e o desenvolvimento social é igualmente importante para o Brasil. Por isso, hoje o ministro Mendonça anuncia a recuperação de verba que não altera em nada a questão orçamentária. Estão previstas no Orçamento. Poderão, paulatinamente, ser aplicadas na educação", discursou Temer na cerimônia.
E hoje nós anunciamos a liberação de R$ 740 milhões para vários projetos e programas tocados pelo Ministério da Educação principalmente através do FNDE"
Mendonça Filho, ministro da Educação

Desbloqueio
Este é o segundo anúncio do MEC de desbloqueio ou descontingenciamento de verbas da pasta.
Em 25 de maio, o ministro da Educação, Mendonça Filho, havia anunciado que o governo resolveu liberar R$ 4,7 bilhões dos R$ 6 bilhões contingenciados no começo do ano.

À época, o ministro afirmou que a devolução foi possível porque o Congresso Nacional aprovou, em sessão conjunta de deputados e senadores, o projeto de lei que reduz a meta fiscal de 2016 e autoriza o governo federal a fechar o ano com um déficit (despesas maiores do que receitas) de até R$ 170,5 bilhões nas contas públicas.

“Dos R$ 6.4 bilhões que foram cortados, ou contingenciados, no governo da presidente Dilma, o presidente interino Michel Temer determinou a reposição de R$ 4,7 bilhões. Isso tem permitido, fora algumas economias que temos feito no âmbito do Ministério da Educação, não só a preservação dos programas estratégicos principais da pasta da educação mas alguns fatos que significam ampliação de programas existentes, vide o que aconteceu com relação ao Fies", comentou Mendonça.

"E hoje nós anunciamos a liberação de R$ 740 milhões para vários projetos e programas tocados pelo Ministério da Educação principalmente através do FNDE”, afirmou o ministro.

Bolsa Família
Na mesma solenidade, o governo federal anunciou um reajuste médio de 12,5% nos benefícios do Bolsa Família. O reajuste vai ser pago a partir de 17 de julho.
O decreto do reajuste assinado por Temer prevê também aumento da linha de extrema pobreza, que passa de R$ 77 para R$ 85. Também aumenta a linha de pobreza, que sobe de R$ 154 para R$ 170.
Além disso, também anunciou cerca de 2.400 obras em creches e escolas dos níveis fundamental e médio. Segundo Mendonça, a prioridade é que "essas obras sejam concluídas e entregues às suas respectivas comunidades".

Fonte: G1.com

Alunos nota mil no Enem dão dicas para as 5 competências da redação

Alunos nota mil no Enem dão dicas para as 5 competências da redação

Três participantes que tiraram nota máxima no exame analisam cada um dos cinco conceitos que valem 200 pontos. Confira as dicas em vídeo do G1.

Tirar nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) significa ter alcançado, por cinco motivos diferentes, o máximo de pontos em cada uma das competências exigidas pelos formuladores do exame. Candidatos que conseguiram a façanha em 2015 apresentam, no vídeo abaixo, dicas para se sair bem em cada um dos critérios.
Entenda as competências exigidas
A correção da prova é baseada, sobretudo, no domínio de 5 competências:
- COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.
- COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
- COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
- COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação.
- COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
(*Sob supervisão de Ardilhes Moreira)

Fonte: G1.com

Ministério da Saúde destina R$ 49,8 milhões para hospitais universitários

Ministério da Saúde destina R$ 49,8 milhões para hospitais universitários

Mais de R$ 23 milhões irão para unidades do Sudeste.
Verba deverão ser utilizada para a ampliação de atendimentos.

Do G1, em São Paulo
Vista geral do prédio do Hospital Universitário Clementino Fraga, da UFRJ, no campus Fundão. Hospital foi inaugurado em 1º de março de 1978. (Foto: Rodrigo Gorosito/G1)Vista geral do prédio do Hospital Universitário Clementino Fraga, da UFRJ, no campus Fundão. Hospital foi inaugurado em 1º de março de 1978. (Foto: Rodrigo Gorosito/G1)
O Ministério da Saúde liberou R$ 49,8 milhões para ampliação e qualificação de hospitais universitários com atendimentos prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Desse montante, R$ 23 milhões serão destinados a 13 unidades dos estados da região Sudeste.

Hospitais de todas as regiões do país - 20 estados e o Distrito Federal -  deverão ser beneficiados. Os valores serão repassados em parcela única para as instituições que comprovaram o cumprimento de metas de qualidade de porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvimento de pesquisa, ensino e integração à rede do SUS.
A verba é parte do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), parceria entre os ministérios da Saúde e Educação e instituída em 2010. Desde o início do programa, os hospitais receberam mais de R$, 2,9 bilhões. No ano passado, as unidades receberam R$ 344 milhões e outros R$ 1,4 bilhão de incentivo.

Valores que serão repassados por instituições do Sudeste:

Hospital Universitário C.Antonio Morais/UFES - R$ 470.249,32
Hospital das Clínicas/UFMG - R$ 8.861.885,15
Hospital Universitário - R$ 79.810,60
Hospital das Clínicas da UFTM - R$ 740.901,50
Hospital das Clínicas da UFU - R$ 9.314.345,14
Instituto de Ginecologia da UFRJ - R$ 14.895,50
Instituto Pueric. Ped Mat. Gesteora da UFRJ - R$ 2.800,00
Hospital Universitário da UFRJ - R$ 527.645,37
Maternidade Escola da UFRJ - R$ 294.855,32
Hospital Univ. Gaffree e Guinle da Unirio - R$ 171.246,32
Hospital Universitário Antonio Pedro - R$ 4.830,87
Hospital Universitário de São Carlos - R$ 118.640,59
Unifesp - Hospital Universitário - R$ 3.135.322,88

Fonte: G1.com

PUC-Campinas terá oito novos cursos de graduação em 2017; confira a lista

PUC-Campinas terá oito novos cursos de graduação em 2017; confira a lista

Veterinária, relações internacionais e engenharia são alguns destaques.
Universidade irá oferecer um total de 57 opções no próximo vestibular.

Do G1 Campinas e Região
Universidade PUC-Campinas (Foto: Departamento de Comunicação PUC-Campinas)
PUC lança oito novos cursos de graduação (Foto: Departamento de Comunicação PUC-Campinas).

A PUC-Campinas anunciou nesta quinta-feira (23) a abertura de oito novos cursos de graduação em 2017. No processo seletivo para o próximo ano, a universidade irá oferecer ao total 57 opções, entre bacharelados, licenciaturas e superiores de tecnologia.
Os novos cursos são: medicina veterinária, relações internacionais, engenharia de software, engenharia mecânica, superior de tecnologia em gestão de recursos humanos, superior de tecnologia em gestão comercial, superior de tecnologia em gestão financeira e superior de tecnologia em gestão pública.

Duração e vagas

Os cursos superiores de tecnologia terão duração de cinco semestres. Serão oferecidas 60 vagas para cada um no período noturno. As aulas vão ocorrer no campus II, localizado no Jardim Ipaussurama.
O curso de relações internacionais terá 60 vagas e duração de oito semestres em período integral. As aulas serão ministradas no campus I, no Parque das Universidades.
A graduação em engenharia de software terá duração de oito semestres e o bacharelado em mecânica dez. Serão oferecidas 60 vagas em cada curso. As aulas serão ministradas no campus I no Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologia em período integral.
Já medicina veterinária terá a duração de oito semestres no período integral e 10 semestres, se cursado no noturno. Serão oferecidas 120 vagas, 60 por turno. As aulas ocorrerão no campus II. O curso faz parte do Centro de Ciências da Vida da universidade.

Fonte: G1.com